Gilberto Brandão Marcon

Escrever é um encontro marcado com a própria alma.

Textos



A Face dos Hipócritas



Responda rapidamente:
A hipocrisia tem dono?
Vamos lá: Tem ou não tem?
Não sabe a resposta? Crie qualquer uma.
Mesmo sem saber, ainda assim pode exercê-la.
Sejamos razoáveis, Busquemos suas origens.
Não seria ela a maior das deusas pagãs?
Quem sabe, princípio primeiro da civilização.
Estrutural coluna das muitas sociedades.
Musa delirante, a interação de Artemis com Afrodite.
Adorada por nobres e plebeus.
Deusa oculta, invisível e indizível.
Protetora das traições astuciosas e seduções vazias.
Bela diva, tão linda quanto às hienas famélicas.
Imponente. Acima das ironias.
E até mesmo dos sarcasmos.
Triunfante, vive a se fingir de pudica.
Embora seja mera víbora poderosa.
Transmuta a prudência e a sensatez em corrupção.
Impalpável, mas tão viva na sordidez humana.
Falsa, engana os tolos.
Fazendo a paixão parecer amor.
Insincera, apenas seduz.
Sedutora amante oculta em beijos.
Quando em verdade quer se apropriar.
Pinta com sutilezas o meramente vulgar.
Sempre pronta às lágrimas,
Em assaltar a piedade alheia.
Desonesta, mas fingida, engana seus amantes.
Delicada em suas carícias interesseiras,
Esconde suas garras e presas.
Fera agressiva disfarçada de dócil gazela.
Rejeitada pelos oradores em seus discursos.
Porém, proprietária que finge nada ter.
E então tolos são seus adoradores,
Que pensando dominá-la,
Não percebem estar intimamente instalada.
Possui o coração dos seus crentes.
Transformando por puro prazer,
Seus antigos amantes em suas vítimas.
Gilberto Brandão Marcon
Enviado por Gilberto Brandão Marcon em 07/01/2020
Alterado em 07/01/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras