Gilberto Brandão Marcon

Escrever é um encontro marcado com a própria alma.

Textos


O Encanto da Saudade

Há momentos que estão  cheios de despedidas,
Mas também cheios de próximos encontros.
Não tenho olhos para ver além do que enxergo,
Mas meu coração parece ver o que não vejo.
 
Vezes a poesia sussurra em meus ouvidos,
Finge-se de perdida, só para ser encontrada.
E eu que faço-me menino, divirto-me a brincar,
Brinco de construir versos e perder-me neles.
 
Minha aventura não tem cenário consistente,
Pois que se recria a cada momento.
Sou fugitivo de mim, e vivo a encontrar-me.
Algumas  vezes comungo, outras volto a fugir.
 
Então concluo que o inconcluso é a graça de viver,
A incerteza que desafia  liberta-se em inspiração.
E já não são os passos que me conduzem,
Pois que já ficaram pelo caminho.
 

Felicidade não é ser feliz,
Alegria não é ser alegre,
Festa não é ritual,
Tudo só vale se for realização.

19/09/2015

 
Gilberto Brandão Marcon
Enviado por Gilberto Brandão Marcon em 19/08/2017
Alterado em 19/08/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras