Gilberto Brandão Marcon

Escrever é um encontro marcado com a própria alma.

Textos


A Ciência da Gratidão


Não vem da cabeça,
Ainda que desejasse ser escravo da razão,
Mas nasce tenro e pudico no velho coração.
Talvez incompatível, mas nunca indevido,
Talvez ante a justiça da objetividade,
Seja um grande criminoso da subjetividade.
No mérito do método, o delito de ainda assim ser,
Ser não porque é rebelião, mas porque é ego,
É impulso de vontade, que só existe na motivação,
Tudo há que ter vida, as letras não podem ser mortas,
O conhecimento não pode ser despojado de vivência,
A objetividade é que está a serviço da subjetividade,
E não ao contrário,
O método é o servo e não o senhor,
Para ser humanista não se faz necessário desumanizar.
E então o que está oculto se revela,
É o pensamento que se abriga no coração,
E ao criar sentimento se expressa,
Na delicadeza do sopro que se faz voz,
E produz : muito obrigado!
Gilberto Brandão Marcon
Enviado por Gilberto Brandão Marcon em 12/08/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras